Dia das Mentiras

repasso_olhosazuis.gif

Não há certezas quanto à origem do dia das Mentiras. O certo é que, tratando-se de uma das actividades mais persistentes na vida humana, ele é comemorado um pouco por toda a parte.
A comemoração a 1 de Abril parece estar ligada à introdução do calendário gregoriano, em 1564.
Até então, o início do ano era comemorado na semana entre 25 de Março e 1 de Abril, coincidindo com o equinócio de Primavera.

O rei francês Charles IX adoptou o novo calendário, com início a 1 de Janeiro. Mas muitas pessoas, por falta de conhecimento ou conservadorismo, ignoraram esta alteração.

Os adeptos do novo calendário troçavam, chamando-lhes «tolos de Abril», convidando-os para festas imaginárias no dia 1 de Abril e pregando várias partidas.

A tradição estendeu-se a outras regiões europeias e depois à América.

Muitos órgãos de comunicação social aderiram à comemoração, e é já tradicional incluir, entre as notícias autênticas, um qualquer disparate, mais ou menos disfarçado, para testar a perspicácia e credulidade dos leitores, ouvintes, espectadores e navegadores.

Num registo mais caseiro, desde coser os bolsos, a pôr sal no açucareiro, a trocar a ordem das páginas dos jornais, colar mensagens nas costas de amigos e familiares, pedir às pessoas
que façam recados absurdos, aos mais recentes telefonemas ou e-mails, vale quase tudo para pregar uma boa partida.
Sobretudo se a vítima também puder rir-se no final...
------------------
fonte: sapo.pt

LauraBM às 18:05 | E custa, comentar neste blog?
TAGS = temas do blog (Clique em cima):