PENSAMENTO:

Concedei-nos, Senhor, serenidade p/aceitar as coisas que não podemos modificar,

coragem p/modificar as que podemos e sabedoria p/distingui-las!

==============================

10
Mai 10

A Luz! - Poema

cidade_brasil.jpgTão distantes de mim, aquelas luzes...
brilhantes, coloridas, no horizonte...
Desejo-as e quero-as. São cruzes
que carrego nas costas... Não me acuses!...
Deixa-me descansar, na mão, a fronte.

Invento-as para mim, cheias de histórias...
é próprio d’almas fracas, deprimidas.
Acedo-lhes às riquezas e glórias,
às culpas e penas expiatórias,
intentadas por almas doloridas.

Invejo aquela sã felicidade
de transmitir a beleza-iluminura.
Independentemente da verdade
de, em cada uma, haver realidade:
dramas, amores, risos, amargura.

Só quero pertencer-lhes, ser mais uma
luzinha e, como enfeite, lá pender.
Árvore natalícia! Em suma,
eu quero é ver se o mundo se acostuma
a “Ver a Luz”, e dela o mundo encher.
------------------------
4/09/2004
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores n.º 20958

LauraBM às 22:13 | E custa, comentar neste blog?
TAGS = temas do blog (Clique em cima):
15
Mai 07

Brotou uma flor - Poema

flores_roxas.gifE brotou, roxa, singela, franzina, baixinha, bela;
ao lado, os lírios são baços.
Flor berrante, de cor única, roxo gritante, da túnica
que veste o Senhor dos Passos.

Os lírios, vão delinear, o caminho ladear
de branco, o carreiro verde;
onde a relva mui viçosa, é tapete prà formosa
Virgem, que assim não se perde.

Mas, no rosto de Maria, deixou de haver alegria,
cedeu lugar à tristeza.
Vai chorando p'los caminhos, olha a coroa d'espinhos
do Filho. Não vê beleza.

Todas as flores, num lampejo, à passagem do cortejo
fecharam, secou a erva.
Os lírios brancos tombaram, as flores roxas murcharam;
nada, vivo se conserva.

No mundo, houve tanta dor... porque o Filho do Senhor
Nosso Deus, crucificaram.
Mas a dor Dele, floriu... e na cruz por nós pediu...
De novo, as flores brotaram.
------------------------
25/02/2002
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores n.º 20958

LauraBM às 00:30 | E custa, comentar neste blog?
TAGS = temas do blog (Clique em cima):
18
Mai 06

Por amor a Deus! - Poema

maos_orar.gifQuem reza com amor pelo seu Deus
e, com ardência, Lhe pede o seu perdão,
encontrará, algures, por esses céus
o eco que retorna ao coração.

Jesus também rezou com tal fervor
que Deus, ouvindo o Filho, apiedou-se.
Levou-O, tendo em conta o Seu amor.
Subindo aos céus, na terra, Ele finou-se.

Num vai-e-vem de rezas e clamores,
vegetando entre plantas e animais,
rezemos sempre a Deus; mas sem rancores,

nem ódios, ou rogos materiais.
Doemos, ao distribuir amores,
o amor que Ele nos tem, entre os demais.
-------------------------------
28/04/2003
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores n.º 20958

LauraBM às 23:33 | E custa, comentar neste blog?
TAGS = temas do blog (Clique em cima):
10
Mai 05

Poema - Por favor!

Por favor!
Se a tristeza... Se a tristeza vier por qualquer motivo, faça o seguinte:


Assopre o pensamento triste, deixe escorrer a última lágrima, conte até vinte.

Abra então a janela, aquela que dá para o voo dos pardais, procure a luz que pisca lá na frente

(evite as sombras que ficaram lá pra trás).

Ao encontrá-la, coloque-a dentro do peito, de tal jeito que possa ser notada do lado de fora;

acrescente agora uma pitada de poesia, do tipo que passa por nós todos os dias e nem sequer consegue ser notada;

aumente o brilho, com toda intensidade de que um sorriso é capaz.
A felicidade é o seu limite, e o paraíso é você mesmo quem faz.

---------------------------------

(Autor Desconhecido)

recebido via Internet, s/autoria

=================================

 

(poema baseado no texto acima)

 

Por favor!janela_solave.gif
Por favor, leiam com atenção,

uma, duas vezes e verão

aquele jeito de escrever perfeito

para o qual eu não tenho muito jeito.


E reparem também na perfeição

de colocar no peito um janelão

em evidência, parecendo TV;

com pardais e poesia à mercê


de quem passar do lado de fora,

ver tamanho sorriso e, nessa hora,

sentindo as sombras ficarem para trás


enxugar lágrimas, soprar pensamentos

e banir tristezas. Felizes momentos!...

O paraíso é você quem faz!

------------------------------

13/12/2001

Laura B. Martins

Soc. Port. Autores n.º 20958

LauraBM às 14:27 | E custa, comentar neste blog?
TAGS = temas do blog (Clique em cima):
05
Mai 04

Poema - Descrente!

negrorezar_Deus.gifÉ noite em Belém.  - Nasceu um bebé!
- anuncia a estrela e, balindo, um memé.
A vaca, o burrinho, pastores se juntavam...
ao ver o menino, os Reis se curvavam!

O Filho de Deus, vinha redimir
os nossos pecados. Connosco, pedir
perdão a seu Pai para os pecadores;
paz, num mundo d'homens prevaricadores.

Na voz de Jesus, morre uma oração...
Jesus, no seu corpo, expõe o coração...
Nas mãos de Jesus, jamais houve anéis...
Jesus, na cabeça, tem espinhos cruéis!

Meu Deus, triste sina, a tua, Meu Pai!
Teu Filho, na cruz... que em pranto se esvai!
Triste sina a tua, Meu Deus, quanta dor!...
Ver morrer um filho... que morre d'amor!

Amou-nos a todos, crentes e algozes...
Pediu pra rezarmos e ouvir nossas vozes...
Rogou a seu Pai... por nós sucumbiu,
entre os seus carrascos, houve um que sorriu!

Veio a Santa Mãe limpar o seu rosto...
Ao passar do linho, nele ficou exposto...
Era dia claro, mas enegreceu...
Ouviu-se um trovão... e Jesus morreu!

Deixou-nos, no mundo, mais sós, ignorantes
que nada aprendemos. Tudo como dantes!
Só guerras e mortes, tristeza, aflição...
Também eu descrente... mas, do meu perdão!
--------------------------------
2/08/2002
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores n.º 20958

LauraBM às 17:25 | E custa, comentar neste blog?
TAGS = temas do blog (Clique em cima):

R O D A P É

Concede-me, senhor, a graça de ser boa,
de ser o coração singelo que perdoa,
a solícita mão que espalha, sem medidas,
estrelas pela noite escura doutras vidas
e tira d'alma alheia o espinho que magoa.
---------------------
Helena Kolody

========

Podemos carregar nas costas as pedras que encontramos ou nos atiram,

dar-lhes pontapés e ferir os dedos ou atirá-las aos outros,

construir um reduto e fecharmo-nos nele

ou com elas erguer uma escada para alcançar o céu.

----------------------

O tipo de religião de cada um de nós não deve interferir com os sentimentos, amor e deveres para com o próximo.
A Religião não deverá constituir uma forma de fanatismo, já que Deus é único, seja lá qual for a forma como o celebramos e a Ele nos dirigimos rezando: pedindo auxílio ou agradecendo as dádivas concedidas.

----------------------

Laura B. Martins

===========